O mais odiado

Por que o Corinthians é tão odiado? E não me venha com essa conversa de que você é “indiferente” pois, tratando-se do centenário do ano, menosprezar o “bando de loucos” apenas reafirma este incômodo diante do “time do povo”. Sim, existem equipes rivais e até inimigas. Mas jamais um corintiano odiará tanto um outro clube ou outra torcida como os demais “grandes” (ou nem tanto) abominam a massa de fiéis alvinegros. E o mais irritante é que, quanto mais se odeia um corintiano, mais ele se sente único e superior. “Só quem é sabe o que é”, repetem, orgulhosos. É como aquela garota razoavelmente bonita que, por ser popular, sente-se como a Juliana Paes do bairro, interpretando o desdém alheio como inveja pura. O pior? É inveja pura. E todos que a olham torto sabem disso. Porque a menina, “que nem é tudo isso”, sabe, com maestria, transformar tropeços em superação, defeitos em charme e suas conquistas em verdadeiras glórias. E isso é tão irritante, né não?

Festa e Fogos

Os “fanfarrões” de plantão podem tirar sarro o quanto quiserem, mas que a festa do centenário corintiano, na terça (31/ago), no Anhangabaú, foi digna de toda a comoção que gerou, ah, foi. Não vamos mencionar o presidente da república, as milhares de pessoas ou a ampla cobertura da mídia. Vamos apenas destacar todos aqueles brasileiros que, normalmente alheios ao futebol, se perguntaram (e depois entenderam) o motivo de tantos fogos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s